xgrow up

Insuficiência arterial do pênis

xgrow up

O tratamento cirúrgico da insuficiência arterial do pênis é indicado em caso de fluxo sanguíneo arterial insuficiente para o tecido cavernoso. Um shunt microvascular arterial é realizado, cuja eficácia varia de 30 a 50%. Esta operação mostra alta eficiência apenas em pacientes jovens.

O pênis protético é atualmente o principal método operacional de restaurar a rigidez do pênis. A implantação de próteses é o estágio final do tratamento da impotência, quando todos os métodos anteriores de tratamento falharam.

O termo ” impotência ” é pouco usado pelos médicos. Em vez disso, eles falam de disfunção erétil ou disfunção erétil , que se refere à incapacidade de obter e manter uma ereção rígida o suficiente para ter uma atividade sexual satisfatória.

Tudo sobre disfunção erétil (ou impotência sexual)

Deve-se saber que, para falar em disfunção erétil , essa deficiência deve ser repetida constantemente e durar pelo menos três meses. Então, não falamos sobre disfunção erétil no caso de um homem que teve um problema momentâneo que não aconteceu novamente.

O mecanismo de ereção não depende da vontade. Para ter uma ereção , um homem deve ter sido submetido a estimulação sexual (carícias nos genitais, fantasias, etc.). A ereção também depende do funcionamento adequado do sistema nervoso (que transporta o sinal de excitação), o sistema circulatório (que transporta o sangue para o pênis), e o próprio pênis que deve estar intacta. Melhore a sua ereção com xgrow up bula. Portanto, é fácil entender que um homem deve estar com boa saúde para ter ereções .

Um homem com distúrbios de ereção ou é absolutamente incapaz de ter pode sentir desejo, ter um orgasmo e ejaculação, seja através da masturbação ou esfregando seus órgãos genitais com as do seu parceiro. Alguns homens até conseguem produzir um ou mais filhos sem ter ereções suficientes para permitir a penetração (o parceiro engravida porque ejacula na vulva ou na entrada da vagina).

Por contra, como ereção faz parte da resposta sexual normal, o transtorno de ereção é considerada uma anomalia e um possível sintoma de uma doença subjacente. Sujeito ainda tabu, distúrbios de ereção são no entanto comuns: um em cada 10 homens sofre durante a sua vida. A partir dos cinquenta anos, o risco de ser afetado aumenta acentuadamente. A disfunção eréctil pode ser de origem fisiológica (em 50% dos casos), psicológica ou origem mista.